9 raças de cachorros para morrer de amor

9 raças de cachorros para morrer de amor

Fofos, dóceis, companheiros, alegres, divertidos…Pode parecer clichê, mas muitas vezes os cães são de fato os melhores amigos do homem.

E por amar tanto esses amiguinhos de 4 patas, que nos fazem tão bem, criamos essa lista especial com 9 raças de cachorros para você morrer de amor.

Prepare seu coração, é cada um mais lindo e fofo que o outro! <3

1 – Labrador Retriever

Labrador retriever é uma raça canina originária de Labrador, no Canadá. Utilizado originalmente para a caça de aves aquáticas, o labrador é conhecido como uma raça versátil, inteligente e dócil.

O labrador é uma das raças mais companheiras e amigas do homem, historicamente ele trabalhava como ajudante do pescador, como ajudar a pegar peixe no Atlântico.

Hoje é uma das raças mais populares, além de ser um cão companheiro, também é um cão de exposição, trabalha em buscas e salvamento e cão guia para deficientes visuais que é o mais visto nas ruas.

É um cão de uma raça bastante ativa, gosta de correr, nadar e praticar muitos outros exercícios.

Marley e Eu

O cão Marley, do filme “Marley e Eu” e do Livro de mesmo nome, é um famoso labrador que contribuiu fortemente para a popularização da raça pelo mundo.

2 – Beagle

Beagle é uma raça de cães de caça de pequeno a médio porte originária do Reino Unido.

Filhotes de Beagle podem ser um desafio e tanto! O Beagle é um cachorro atraente com alma de vagabundo, fiel aos seus instintos de caçador. Não é dos cães mais obedientes e não é recomendado para donos de primeira viagem, pois educá-lo pode ser um grande desafio.

Pode ser barulhento e um pouco cansativo, mas não deixa de ser adorável e embora muitos possam dizer que o lugar certo para um Beagle é numa matilha de Beagles, há vários que viram cães caseiros dedicados, durante 14 ou mais anos.

São bondosos para as crianças e geralmente muito saudáveis (já reparou como vemos Beagles idosos pelas ruas?).

O pelo do Beagle é impermeável e requer pouco cuidado. Sua pelagem pode ser bicolor ou tricolor, mas nunca totalmente branca.

O Beagle mais famoso do mundo

Os beagles são representados na cultura popular desde a época elizabetana na literatura e na pintura e, mais recentemente, no cinema, televisão e quadrinhos. O Snoopy dos quadrinhos Peanuts tem sido promovido como o “beagle mais famoso do mundo”.

3 – Golden Retriever

Ativo e vigoroso, o Golden Retriever é brilhante caçador rústico e polivalente, dotado de excelente faro. Inteligente, revelou-se também um belo cão-guia para cegos e de ajuda a deficientes motores, assim como guardião competente.

Calmo, doce, equilibrado e afetuoso, gentil e muito paciente com crianças, o Golden Retriever é muito apreciado como animal de companhia. Para seu equilíbrio, é essencial que possa gastar as energias, inclusive praticando natação.

Muito sensível, o Golden Retriever deve ser instruído muito cedo, com doçura, e não “adestrado”. É um cão dócil e muito sociável.

O conjunto de suas qualidades de trabalho e suas excelentes disposições para a vida em família lhe asseguram sucesso internacional, atualmente não distante do sucesso do Labrador.
Pergunte a qualquer um sobre a característica que define o Golden Retriever, e a resposta que você sempre vai ser sobe seu temperamento.

A principal característica da raça Golden é a sua delicadeza e natureza ansiosa de agradar. Ele anseia por afeto e vai buscá-la té mesmo com estranhos, bem como com sua própria família.

Goldens têm tendencias de gostar de todo mundo, seu maneira de demonstrar isso se traduz em saltar como uma forma de saudação.

Treinamento básico de obediência começando cedo é uma obrigação para estes cães grandes e barulhentos.

Felizmente, Goldens são muito fáceis de treinar, e um pequeno investimento de tempo quando o cão é jovem vai valer a pena quando ele estiver maduro.

4 – Pug

Pug é uma raça de cão de companhia originária da China. Tal afirmação é baseada no fato de terem encontrado cães similares na nação Oriental nos idos de 1700 a.C.

Todavia, apenas quando levada à Europa, primeiramente pelos holandeses e em seguida pelos ingleses, é que a raça atingiu o padrão moderno.

Fisicamente, o Pug é considerado um animal de estimação de pequeno porte, podendo chegar a pesar até 13 kg. Pelo seu tamanho e por não necessitarem de muito exercício, o Pug é o tipo de cachorro ideal para apartamento.

Pugs são cachorros braquicefálicos, ou seja, cachorros com o focinho “achatado”. Cães com essa características tem sistema respiratório superior comprimido e portanto não toleram muito exercício físico.

5 – Dachshund (salsicha)

Dachshund ou teckel (em alemão: Dackel), também apelidado de cachorro salsicha, é uma raça de cães oriunda da Alemanha.

Se, no início, o Dachshund era um valente e destemido caçador, hoje deixou, em grande parte, de lado suas antigas atividades e transformou-se num animal de companhia.

Em função do seu tamanho é uma excelente opção para o grande número de pessoas que mora em apartamentos especialmente porque aprende com facilidade os hábitos de higiene.

Adapta-se bem a locais pequenos e não é do tipo destrutivo que rói os móveis e come as roupas, com exceção dos filhotes machos.

Inteligente, esperto e bastante brincalhão, o Dachshund é também um excelente cão de vigia. Sempre atento, ao menor sinal de aproximação de estranhos late bastante.

É um excelente companheiro para crianças e brinca mesmo depois de velho. Convive de forma tranquila com outros animais e com outros cães mas não foge de uma briga caso seja provocado.

Outra característica importante da raça é sua independência, o que lhe valeu uma (talvez) injusta fama de desobediente.

Na convivência em família ele é um excelente companheiro, gosta e respeita a todos, mas dedica-se a apenas uma pessoa que elege como dono.

Certamente você vai gostar de ler isso também: 7 cuidados essenciais com o seu cão.

6 – Poodle

Sem dúvidas, o Poodle é uma das raças mais populares no Brasil. Há alguns anos se tornou tão difundido que era raro conhecer alguém que não tivesse ou gostaria de ter um cãozinho da raça.

Muito se especula sobre a origem do poodle. Alguns dizem ser italiana, outros acreditam que seja alemã e, ainda, a mais provável é que ele seja um cão francês, descendente da raça Barbet, um raro cão francês de pelos crespos.

A 2ª raça mais inteligente do mundo

De fácil adestramento. Foi citado em A Inteligência dos Cães como a 2ª raça mais inteligente do mundo, somente atrás do Border collie.

Sua inteligência, no entanto, precisa ser estimulada constantemente com novos comandos e brincadeiras, para que o animal não direcione o excesso de energia para móveis e objetos que possam ser facilmente destruídos.

É ainda extremamente leal à sua família e protetor de seu território, o que faz alguns considerarem eles agressivos e desconfiados, principalmente com a aproximação de estranhos.

Grande companheiro, sempre faz questão de estar próximo de quem gosta, evitando ao máximo ficar sozinho.

7 – Shih Tzu

Indiscutivelmente, o ShihTzu chama a atenção com sua presença, porte altivo e pelagem suntuosa. Não tem como não notar e não se apaixonar por seu focinho achatado e curto, olhos escuros e amendoados e personalidade amiga e fiel.

Esse companheiro por excelência, que um dia foi animal de estimação de imperadores chineses, ama ser o centro das atenções e ser mimado.

Muito gentil, alegre e divertido, o ShihTzu é sem dúvida uma das raças caninas mais doces e é recomendada para uma gama de tutores, sejam eles iniciantes, famílias com filhos ou solteiros.

Ele não é um cão de caça, não é um cão de guarda, e não espere que ele vá ser um exímio esportista ou atleta.

Esse pequeno cão tem um propósito muito nobre: aproveitar a vida, ser amado e retribuir esse sentimento, sempre pronto para receber carinho. Definitivamente ele é um perfeito cão de interior e de colo.

8 – Husky Siberiano

Inteligente e gentil, o Husky Siberiano é alerta e sociável. Ele também é de uma natureza muito independente, fujona e caçadora. Dócil em alguns momentos, o Husky Siberiano tende a esquecer seu adestramento em mais de uma ocasião.

É um cão adorável, muito asseado e que gosta de crianças, tem muita energia especialmente quando jovem, sendo pouco recomendada a vida em apartamento.

Husky Siberiano – Guia da Raça (Por: Quatro Patas)

Deve ser exercitado física e mentalmente. Talhado para a vida ao ar livre, o Husky gosta de dormir fora de casa. Não é um cão de guarda e é necessário ensiná-lo a viver sozinho ainda muito cedo.

Mais do que latir, ele tem a particularidade de uivar. Esse cão nórdico adapta-se bem ao clima temperado.

9 – Yorkshire Terrier

Yorkshire terrier, também chamada york e yorkie, é uma raça canina de pequeno porte do grupo dos terriers, originária da Inglaterra.

Os Yorkies eram vistos nos colos de madames afortunadas da Inglaterra. EM 1880, os Yorkshires chegaram à América, mas a raça tinha tamanhos tão variados que começou a gerar uma confusão em relação ao tamanho correto de um Yorkshire Terrier.

Esses Yorkies de antigamente pesavam de 5,5kg a 6,3kg. Em 1900, foi decidido tanto na Europa quanto na América, que o menor tamanho era preferencial, e começaram a se esforçar para criar Yorkies cada vez menores, com o pelo cada vez mais longo. Pensou que acabou?

SURPRESA! 🙂 10 – Maltês

É uma raça gentil e sem medo, o Maltês cumprimenta a todos como um amigo. Seu casaco branco glamuroso dá-lhe um olhar de nobreza altiva, mas as aparências enganam.

Este é um cão enérgico e vigoroso que se destaca não só como um companheiro, mas também como um cão de terapia e concorrente em alguns competições para cachorro como agility, obedience, rally, e tracking. Mas acima de tudo, ele gosta de estar com seus donos.

Esta raça elegante de “cão de brinquedo” é famoso por seu pelo branco de seda que cobre seu corpo. Em linha reta e grosso, o revestimento cai até o chão.

Muitos anos atrás, o Maltês veio em diversas cores, mas nos dias de hoje são sempre brancos. Ele parece flutuar sobre uma nuvem de pelos brancos.

Por que ele não tem um sub-pelo, a queda de pelos é pouquíssima, e muitas pessoas consideram a raça ideal para quem tem alergias.

Se você chegou até aqui, certamente vai gostar de ler também: 7 cuidados essenciais com o seu cão.

Envie seu comentário